top of page

Rebranding de Resgate: Por que investe-se na marca apenas quando a crise afeta a imagem pessoal?

Atualizado: 6 de nov. de 2023

A decisão de investir em estratégias de marca geralmente é impulsionada por uma crise de percepção de imagem, especialmente quando a reputação pessoal do dono ou CEO da empresa é afetada.



Essa abordagem muitas vezes reflete uma resposta reativa, em vez de uma estratégia proativa contínua. Alguns fatores podem contribuir para essa dinâmica:


Ameaça à Reputação Pessoal

Quando a imagem pessoal do dono ou CEO é diretamente afetada, a liderança pode sentir uma pressão intensa para tomar medidas imediatas. A relação entre a imagem pessoal do líder e a imagem da empresa muitas vezes é intrínseca na mente do público.


Impacto nas Finanças e Desempenho da Empresa

Uma crise de imagem pode ter implicações financeiras sérias, afetando o desempenho da empresa. Nesse cenário, a liderança pode ver investimentos em estratégias de marca como uma maneira de recuperar a confiança dos consumidores, proteger a base de clientes e estabilizar as finanças.


Pressão dos Stakeholders

Pressões de partes interessadas, como acionistas, investidores e conselheiros, podem intensificar a necessidade percebida de uma resposta rápida. A gestão da reputação torna-se uma prioridade quando a empresa precisa tranquilizar esses públicos e manter seu suporte.


Oportunidade de Renovação

Uma crise oferece uma oportunidade para uma revisão profunda da marca. A liderança pode aproveitar a situação para reformular a mensagem, os valores e a identidade da empresa, na tentativa de criar uma narrativa mais positiva e relevante.


Reconhecimento da Importância da Marca

Algumas empresas podem subestimar a importância contínua da gestão de marca em períodos não crisis. Entender a marca como um ativo estratégico que precisa ser cultivado consistentemente pode não ser uma prioridade até que uma crise destaque a vulnerabilidade da reputação.


Efeito Diferencial para a Marca Pessoal do Líder

Em muitos casos, a reputação pessoal do líder está fortemente ligada à reputação da empresa. Investir em estratégias de marca pode ser percebido como uma maneira de proteger não apenas a empresa, mas também a imagem pessoal do líder, que pode ser um ativo significativo para a empresa.


Embora seja compreensível que crises muitas vezes catalisem ações em relação à gestão de marca, as empresas podem se beneficiar de uma abordagem mais proativa, investindo continuamente na construção e manutenção de uma imagem positiva e não apenas remediando estragos na imagem quando acontece.


Investir na marca blinda a imagem como uma marca consistente ao longo do tempo e pode ajudar a prevenir crises significativas e a fortalecer a resiliência da empresa diante de desafios de reputação.


É importante observar que, embora as plataformas digitais de comunicação apresentem vantagens, o cenário do marketing ainda tem espaço para os meios "off", e os profissionais de marketing precisam considerar uma abordagem integrada, incorporando também canais tradicional no seu mix de comunicação. O sucesso da estratégia dependerá do entendimento do público-alvo, dos objetivos da marca e das tendências de consumo de mídia.

Curta e compartilhe (abaixo) esse artigo em suas redes.




15 visualizações0 comentário
bottom of page